segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Job shadowing em Rio Tinto (2)

Então... vamos lá?
Uma demonstração completa

Antes de mais, agradeço imenso o tempo que o Ricardo e o Bruno investiram em mim.

O processo de recondicionamento é assim:

Para começar, passam uma palete com cem computadores tipo SFF do armazém para a área de produção. Também trabalham com outro tipo de máquinas, por exemplo, os terminais ponto de venda (POS) que de aqui a pouco vão ser obrigatórios em todos os restaurantes de Portugal para serem "fiscalizados em direto".

A seguir, tira-se o plástico e colocam-se as máquinas na mesa de instalação.

Quando for preciso, mudam-se componentes hardware (discos rígidos IDE por discos SSD, aumento de memória, etc). Dependendo do fornecedor, também é possível ter que limpar o interior do computador com um compressor.


Com Ricardo, o chefe da área de produção


Terminais POS

 





Se for a primeira vez que se trabalha com este tipo de máquina, é preciso realizar uma instalação básica: sistema operativo (Ubuntu, Windows 7, Windows 8, etc), drivers e algum software (browser, antivírus, etc.). Dessa instalação faz-se uma imagem que depois vai ser restaurada no resto de computadores do mesmo tipo.

O software utilizado para realizar o processo completo chama-se Aiken, que permite iniciar os computadores através de LAN, realizar testes dos componentes hardware, portas USB, etc. (no caso dos portáteis, os elementos testados são mais numerosos) e restaurar a imagem ao mesmo tempo.

O programa também possui o controlo do número de unidades instaladas. Achei-o muito interessante porque automatiza e facilita o trabalho imenso e reduz os possíveis erros.

O seguinte desafio é utilizá-lo nas aulas com os meus alunos!



A iniciar o PC

A realizar os testes

O programa imprime uma etiqueta ao finalizar

Computador instalado com Win7

Só resta proteger e empacotar

Cá estou eu com parte da equipa da wDMI. Obrigadão!!

Sem comentários:

Publicar um comentário